Pular para o conteúdo

BLOG: Blog do Tazio

O que você precisa saber sobre as 6 Horas de SP

14/09/2012
Guia Tazio das 6 Horas de São PauloGuia Tazio das 6 Horas de São Paulo

Em 2012, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e a ACO (Automobile Club de l’Ouest, entidade responsável pela organização das 24 Horas de Le Mans) resolveram juntar forças para formar o Campeonato Mundial de Endurance (WEC, na sigla em inglês), restaurando o que era o antigo Campeonato Mundial de Marcas.

O calendário usa provas que já existiam, como as lendárias 12 Horas de Sebring, nos Estados Unidos, e as 24 Horas de Le Mans, na França, além de novas corridas, como a que acontecerá em Fuji, Bahrein e no Brasil.

As 6 Horas de São Paulo, que acontecem neste final de semana, em Interlagos, são a quinta etapa do Mundial, que já tem um campeão, a Audi, entre os construtores na classe LMP1. Isso aconteceu porque a Toyota, principal rival dos alemães não tinha se programado para competir nesta temporada. Com a desistência da Peugeot, no começo do ano, a montadora japonesa resolveu apressar o seu programa de desenvolvimento, à pedido da FIA, para que o campeonato tivesse alguma disputa. Só que, ela não conseguiu participar das duas primeiras etapas e, em Le Mans, não terminou com nenhum de seus dois carros.

Mesmo assim, na última etapa em Silverstone, o protótipo TS030 dos japoneses já mostrou velocidade ao terminar em segundo, entre os dois carros da Audi, dando a impressão que até o final de 2012, pode incomodar.

Confira o calendário completo do Mundial:

12 horas de Sebring – 17/03/2012 – vitória da Audi
6 Horas de Spa-Francorchamps – 05/05/2012- vitória da Audi
14 Horas de Le Mans – 17/06/2012 – vitória da Audi
6 Horas de Silverstone – 24/08/2012 – vitória da Audi
6 Horas de São Paulo – 15/09/2012
6 Horas do Bahrein – 29/09/2012
6 Horas de Fuji – 14/10/2012
6 Horas de Xangai – 28/10/2012

As 6 Horas de São Paulo

A corrida tem como principal organizador o bicampeão mundial de F1 Emerson Fittipaldi. O objetivo é cativar o público com um evento que extrapole os limites da pista, com atrações para toda a família, como parque de diversões, que inclui uma roda gigante, um dos símbolos de Le Mans, simuladores, exposição de carros antigos e outros.

Assim, os promotores esperam fazer com que as pessoas se se identifiquem com o evento como o todo, se divertindo ao conferir alguns dos carros mais modernos do mundo, sem ter que ficar na arquibancada por todo o longo período da prova. “É o espírito de Le Mans”, explica Fittipaldi, quase que como um mantra a cada entrevista que concede sobre a prova.

Quatro categorias na pista ao mesmo tempo

Para acompanhar uma etapa do Mundial de Endurance é preciso entender que existem mais de uma corrida acontecendo ao mesmo tempo na pista. O grid é dividido em quatro categorias diferentes, em que as velocidades e tipos de carros se diferem bastante.

É possível identificar facilmente a diferença entre os protótipos, carros desenvolvidos especialmente para corridas, e os GTs, modelos que são produzidos para as ruas, mas que passam por modificações para poderem competir. Mas, dentro dessas duas classes, ainda existem mais duas subdivisões. Entenda aqui:

LMP1 (Protótipos Le Mans 1)

São os carros mais rápidos e que irão brigar pela vitória na classificação geral. O regulamento é bastante livre e o objetivo aqui é atrair montadoras, como Audi e Toyota, que podem investir pesado em desenvolvimento de carros deste tipo e novas tecnologias. Os protótipos podem ser abertos ou fechados e os motores de no máximo 8 cilindros e 3,4 litros no caso dos aspirados à gasolina, 2 litros para os turbos e 3,7 litros para os turbodiesel.

Audi R18 e-tron quattro, em Interlagos (Foto: Jorge Sá)

LMP2 (Protótipos Le Mans 2)

Possuem restrições mecânicas e principalmente orçamentárias. Só podem participar desta classe equipes privadas, sem ligação com montadoras. Esta categoria aumentou bem o seu grid em 2012 tanto em Le Mans quanto no Mundial de Endurance e se tornou uma bela alternativa para os times que não podem fazer tanto investimento.

Os carros também podem ser abertos ou fechados e são vendidos por construtoras independentes. O custo máximo permitido é de 355 mil euros (cerca de 916 mil reais). O motor pode ter no máximo 8 cilindros de 5 litros para os aspirados ou 6 cilindros de 3,2 litros para os turbo. Não são permitidos carros a diesel ou que utilizem sistema de recuperação de energia (Kers).

Protótipo Zytek Z11SN-Nissan da equipe Greaves Motorsports, em Interlagos (Foto: Jorge Sá)

GTE Pro

Os carros devem ser derivados de veículos que estejam em produção. Na GTE Pro, é permitida algumas evoluções aerodinâmicas e os motores podem ser modificados, desde que respeitem o limite do bloco original.

Aston Martin Vantage V8, em Interlagos (Foto: Jorge Sá)

GTE Am

Os carros utilizados podem ser fabricados apenas até 2011 e precisam seguir as especificações dos seus modelos de rua. Nesta categoria, é obrigatória a participação de pelo menos dois “gentleman drivers”, que possuem menos experiência em competições internacionais.

Ferrari 458 Italia da equipe AF Corse-Waltrip, em Interlagos (Foto: Jorge Sá)

Fique de olho na briga

A disputa pela vitória na classificação geral das 6 Horas de São Paulo irá ficar entre os protótipos da Audi e Toyota. A marca alemã é a favorita com seu R18 e-tron quattro, que usa uma tecnologia híbrida de um motor movido a diesel no eixo traseiro e um elétrico no dianteiro, que usa um sistema de recuperação de energia, o Kers, desenvolvido pela equipe Williams da F1. Só que diferente da categoria de monopostos, esse dispositivo não utiliza uma bateria, mas sim, um conjunto mecânico que acumula energia através de um volante e o devolve ao propulsor.

Este modelo se tornou este ano o primeiro híbrido a vencer as 24 Horas de Le Mans. Nele corre o trio de pilotos formado pelo alemão André Lotterer, o francês Benoit Tréluyer e o suíço Marcel Fassler.

A Audi ainda tem outro carro na pista, o R18 Ultra, que corre sem o sistema de recuperação de energia. O carro é pilotado pelo dinamarquês Tom Kristensen, maior vencedor de Le Mans de todos os tempos, com oito triunfos, o escocês Allan McNish, que ironicamente trabalhou no desenvolvimento do projeto da Toyota na F1 entre 2001 e 2002, e, especialmente em Interlagos, o brasileiro Lucas di Grassi.

No caso da Toyota, o motor é movido à gasolina com um turbocompressor, além de um sistema de recuperação de energia que utiliza baterias e trabalha, assim como o propulsor convencional, no eixo traseiro.

A montadora japonesa corre apenas com um carro (a exceção foi Le Mans), conduzido pelo austríaco Alexander Wurz, que tem passagem pela F1, e o francês Nicolas Lapierre.

Entre as equipe privadas da categoria LMP1, a suíça Rebellion Racing, que corre com dois protótipos Lola B12/60 Coupé-Toyota, é a grande favorita na briga para ficar logo atrás dos carros das montadoras.

Na LMP2, a classe mais competitiva, a briga deverá ser dura entre os protótipos Oreca 03-Nissan da francesa Signatech e o HPD ARX-Honda da americana Starworks, que leva a bandeira da Venezuela pintada no carro por causa do piloto Vicente Potolicchio.

Entre os GTs, apesar do número reduzido de carros, apenas quatro, também será possível acompanhar uma boa briga na pista, entre a equipe oficial da Aston Martin, a AF Corse, time que tem suporte da Ferrari e o ex-F1 Giancarlo Fisichella entre seus pilotos, e o Porsche da Felbermayr correndo por fora.

Finalmente, na GTE Am, a equipe Larbre Competition chega muito forte a São Paulo com seu Chevrolet Corvette C6-ZR1 e o brasileiro Fernando Rees na linha de pilotos. Nesta prova em São Paulo, o trio Francisco Longo, Xandy Negrão e Enrique Bernoldi correrá em uma Ferrari da equipe AF Corse-Waltrip. O carro tem as cores verde, amarelo e azul no capô para facilitar a identificação.

Confira a lista completa de inscritos na prova

Programação do evento 

A programação das 6 Horas de São Paulo começou na quinta-feira com os primeiros treinos livres, liderados pela Toyota. Nesta sexta-feira, acontece a classificação, que define o grid de largada, às 14 horas.

Por causa da grande diferença de velocidade entre protótipos e GTs, as duas classes fazem a tomada de tempos separadas. Primeiro, entram os modelos GTs na pista para um sessão de vinte minutos e depois os LMP para outros 20. Apenas um piloto participa da classificação em cada carro.

No sábado, a organização irá disponibilizar vans para as pessoas que forem ao autódromo que partem da Avenida Nações Unidas, em frente ao Shopping SP Market, das 7h até às 21 horas, horário que os portões ficarão abertos. Não é permitido o acesso ao autódromo com guarda-chuvas, latas, alimentos perecíveis ou objetos cortantes. Crianças acompanhadas de pais ou responsáveis têm acesso a partir dos cinco anos de idade.

Confira os horários:

Sexta-feira (14 de setembro):
10h00 – 11h00: Terceiro treino livre
14h00 – 14h20: Treino classificatório (LMGT Pro e LMGT-Am)
14h30 – 14h50: Treino classificatório (LMP1 e LMP2)
15h10 – 15h45: Porsche GT3 Cup (primeira bateria)

Sábado (15 de setembro):
08h00 – 08h20: Warm-up
09h25 – 10h00: Porsche GT3 Cup + Challenge (segunda bateria)
10h10 – 10h40: Pit walk (torcedores terão a chance de andar nos boxes e ver os carros de perto)
10h15 – 10h45: Sessão de autógrafos dos pilotos
12h00 – 18h00: Disputa das 6 Horas de São Paulo

F1 - 2013, GP DO BRASIL (INTERLAGOS)

Pos. Piloto País Equipe Pontos
1º. Sebastian Vettel Red Bull 1min27s587
2º. Mark Webber Red Bull a 10s4
3º. Fernando Alonso Ferrari a 18s9
4º. Jenson Button McLaren a 37s3
5º. Nico Rosberg Mercedes a 39s0
6º. Sergio Pérez McLaren a 44s0
7º. Felipe Massa Ferrari a 49s1
8º. Nico Hulkenberg Sauber a 64s2
9º. Lewis Hamilton Mercedes a 72s9
10º. Daniel Ricciardo Toro Rosso a 1 volta
11º. Paul di Resta Force India a 1 volta
12º. Esteban Gutiérrez Sauber a 1 volta
13º. Adrian Sutil Force India a 1 volta
14º. Heikki Kovalainen Lotus a 1 volta
15º. Jean-Éric Vergne Toro Rosso a 1 volta
16º. Pastor Maldonado Williams a 1 volta
17º. Jules Bianchi Marussia a 2 voltas
18º. Giedo van der Garde Caterham a 2 voltas
19º. Max Chilton Marussia a 2 voltas
20º. Charles Pic Caterham abandonou
21º. Valtteri Bottas Williams abandonou
22º. Romain Grosjean Lotus abandonou

Legenda:

DNP
Não treinou
DNQ
Não se classificou
TD
Piloto de testes
DNS
Não largou
NC
Término sem classificação
RET
Abandono
DSQ
Desclassificado
Pos. Piloto País Equipe Tempo
1º. Sebastian Vettel Red Bull 1min26s479
2º. Nico Rosberg Mercedes 1min27s102
3º. Fernando Alonso Ferrari 1min27s539
4º. Mark Webber Red Bull 1min27s572
5º. Lewis Hamilton Mercedes 1min27s677
6º. Romain Grosjean Lotus 1min27s737
7º. Daniel Ricciardo Toro Rosso 1min28s052
8º. Jean-Éric Vergne Toro Rosso 1min28s081
9º. Felipe Massa Ferrari 1min28s109
10º. Nico Hulkenberg Sauber 1min29s582
11º. Heikki Kovalainen Lotus 1min27s456
12º. Paul di Resta Force India 1min27s798
13º. Valtteri Bottas Williams 1min27s954
14º. Jenson Button McLaren 1min28s308
15º. Adrian Sutil Force India 1min28s586
16º. Pastor Maldonado Williams 1min27s367
17º. Esteban Gutiérrez Sauber 1min27s445
18º. Charles Pic Caterham 1min27s843
19º. Sergio Pérez McLaren 1min28s269
20º. Giedo van der Garde Caterham 1min28s320
21º. Jules Bianchi Marussia 1min28s366
22º. Max Chilton Marussia 1min28s950
Pos. Piloto País Equipe Tempo
1º. Nico Rosberg Mercedes 1min24s781
2º. Lewis Hamilton Mercedes 1min25s230
3º. Sebastian Vettel Red Bull 1min25s387
4º. Jenson Button McLaren 1min25s391
5º. Fernando Alonso Ferrari 1min25s593
6º. Mark Webber Red Bull 1min25s797
7º. Sergio Pérez McLaren 1min25s946
8º. Daniil Kvyat Toro Rosso 1min26s064
9º. Heikki Kovalainen Lotus 1min26s133
10º. Nico Hulkenberg Sauber 1min26s232
11º. Felipe Massa Ferrari 1min26s248
12º. Esteban Gutiérrez Sauber 1min26s326
13º. Romain Grosjean Lotus 1min26s570
14º. Jean-Éric Vergne Toro Rosso 1min26s593
15º. Adrian Sutil Force India 1min27s115
16º. Valtteri Bottas Williams 1min27s269
17º. Pastor Maldonado Williams 1min27s358
18º. James Calado Force India 1min27s436
19º. Giedo van der Garde Caterham 1min28s107
20º. Charles Pic Caterham 1min28s199
21º. Jules Bianchi Marussia 1min30s004
22º. Rodolfo González Marussia 1min32s646
Pos. Piloto País Equipe Tempo
1º. Nico Rosberg Mercedes 1min27s306
2º. Sebastian Vettel Red Bull 1min27s531
3º. Mark Webber Red Bull 1min27s592
4º. Heikki Kovalainen Lotus 1min28s129
5º. Lewis Hamilton Mercedes 1min28s147
6º. Jean-Éric Vergne Toro Rosso 1min28s405
7º. Felipe Massa Ferrari 1min28s504
8º. Nico Hulkenberg Sauber 1min28s560
9º. Daniel Ricciardo Toro Rosso 1min28s739
10º. Romain Grosjean Lotus 1min28s891
11º. Fernando Alonso Ferrari 1min28s928
12º. Esteban Gutiérrez Sauber 1min29s049
13º. Paul di Resta Force India 1min29s174
14º. Pastor Maldonado Williams 1min29s717
15º. Adrian Sutil Force India 1min29s783
16º. Valtteri Bottas Williams 1min30s425
17º. Sergio Pérez McLaren 1min30s748
18º. Jules Bianchi Marussia 1min31s061
19º. Giedo van der Garde Caterham 1min31s118
20º. Charles Pic Caterham 1min31s165
21º. Max Chilton Marussia 1min31s211
22º. Jenson Button McLaren 1min31s770
Pos. Piloto País Equipe Tempo
1º. Mark Webber Red Bull 1min27s891
2º. Romain Grosjean Lotus 1min28s195
3º. Heikki Kovalainen Lotus 1min28s595
4º. Valtteri Bottas Williams 1min28s600
5º. Nico Hulkenberg Sauber 1min28s830
6º. Jean-Éric Vergne Toro Rosso 1min28s921
7º. Esteban Gutiérrez Sauber 1min29s215
8º. Pastor Maldonado Williams 1min29s686
9º. Paul di Resta Force India 1min29s736
10º. Adrian Sutil Force India 1min29s913
11º. Lewis Hamilton Mercedes 1min29s980
12º. Daniel Ricciardo Toro Rosso 1min29s988
13º. Jules Bianchi Marussia 1min30s635
14º. Charles Pic Caterham 1min30s837
15º. Max Chilton Marussia 1min30s972
16º. Giedo van der Garde Caterham 1min31s154
17º. Sebastian Vettel Red Bull 1min31s857
18º. Sergio Pérez McLaren 1min32s731
19º. Nico Rosberg Mercedes sem tempo
20º. Fernando Alonso Ferrari sem tempo
21º. Jenson Button McLaren sem tempo
22º. Felipe Massa Ferrari sem tempo
Window size: 1877 x 1058
Viewport size: 1877 x 919